Livre_do_ponto

________________________________ \” apenas aqueles que sabem são verdadeiramente livres \”

41º Tempo – Área Projecto

Posted by LMML em Outubro 8, 2006

Após algumas conversas com professores do mesmo conselho de turma e por já conhecer os catraios de anos anteriores, decidi – com a concordância do meu par pedagógico – aventurar-me este ano no imenso mundo da fotografia.
Irei trabalhar com os alunos do 6ºD na área curricular não disciplinar de Área Projecto o fantástico mundo da fotografia. Até aqui nada de colocar os cabelos em pé. Mas, aproveitando um velhinho laboratório de fotografia esquecido numa das arrecadações da escola (obrigado Júlio), vamos aventurar-nos pelos caminhos da fotografia artesanal. Se os meios – e os euros – são escassos façamos das dificuldades meras contigências e arribemos caminho.

A ideia surgiu-me relacionada com uma notícia que vi há tempos sobre um projecto realizado numa das favelas brasileiras, a Ilha de Deus – creio que já houve algo parecido por cá, na Cova da Moura, a cargo de alguns fotógrafos da Agência Magnus – .
A técnica designa-se por fotografia pinhole. Poderão ver detalhes sobre este processo aqui. Mas vou adiantando informação.

Pinhole é um processo alternativo de se fazer fotografia sem a necessidade do uso de equipamentos convencionais. Sua câmera artesanal pode ser construída facilmente utilizando-se materiais simples e de poucos elementos. O nome inglês Pinhole ou Pin-Hole pode ser traduzido como “buraco de agulha” por ser uma Post 40acâmera fotográfica que não possui lentes, tendo apenas um pequeno furo (de agulha) que funciona como lente e diafragma fixo no lugar de uma objetiva. Também conhecida como câmera estenopeica, a pinhole é basicamente um compartimento todo fechado onde não existe luz, ou seja, uma câmara escura com (normalmente um) pequeno orifício. A diferença básica da fotografia pinhole para uma convencional está em sua ótica. A imagem produzida em uma pinhole apresenta uma profundidade de campo quase infinita, ou seja, tem um foco suave em todos os planos da cena (tudo está focado).

 

 

Apenas com a ajuda de uma caixa de sapatos ou lata de feijão em conserva, uma lata de tinta preta lacada e uma agulha vamos tentar construir uma máquina fotográfica. Obviamente que os resultados não serão equivalentes a uma fotografia digital… mas aí reside a beleza deste processo. Basta admirar alguns resultados em fotos tirados com cameras pinhole.

 

Post 40bPost 40cPost 40d

 

 

 

 

 

 

 

 

Post 40e

 

Sei, desde já, que dificilmente os nossos resultados serão algo semelhantes a estes exemplos mas iremos tentar…. e parece que a rapaziada está entusiasmada – amanhã começaremos a alinhavar pormenores -. Irei dando notícias!

 

 

4 Respostas to “41º Tempo – Área Projecto”

  1. SM said

    setor tive oportunidade de ver agora estas fotos e acho que vai ficar muito fixe o trabalho das fotos soria para eu titar-lhe uma foto

  2. Muito interessante a ideia.
    Gostei muito de conhecer este Livre de Ponto. Temos afinidades para além das mais óbvias🙂
    Abraco
    Manuela

  3. LMML said

    Obrigado pelo elogio.

    Percebo as afinidades com o Livro do Ponto. Partilhamos o mesmo ‘layout’…

    cumprimentos

  4. LMML said

    Obrigado pelo elogio.

    Percebo as afinidades com o Livro do Ponto. Partilhamos o mesmo ‘layout’…

    Bom trabalho

    cumprimentos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: