Livre_do_ponto

________________________________ \” apenas aqueles que sabem são verdadeiramente livres \”

66º Tempo – Ideias Subjacentes ao Estatuto da Carreira Docente (1)

Posted by LMML em Outubro 23, 2006

Preâmbulo: Algo tinha de ser feito. A questão é como e seguindo que princípios orientadores!Post 66

 

Já em 1960 Douglas McGregor, no seu livro “The Human Side of Enterprise”, ao abordar questão da produtividade aliada à motivação, discursava sobre duas formas de condicionar o mesmo fenómeno, às quais atribuiu os ‘rótulos’ Teoria X e Teoria Y… defendendo esta última.

É notório que estas propostas de ECD enquandram-se, indubitavelmente, nos parâmetros postulados pela Teoria X. Só assim se pode compreender alguns dos artigos incluídos… e só assim se explica declarações como esta .

 

Parece-me portanto que o Governo, na pessoa da sua Ministra da Educação, tem dos professores as seguintes ideias:

– Os professores não gostam de trabalhar. Têm uma aversão natural ao trabalho e evitam-no a todo o custo. Logo é urgente que se crie mecanismos [quanto mais não seja… legais] para impedir que estes sigam aquilo que é natural neles… que fujam a sete pés de tudo o que seja labor e empenho profissinal.

Os professores precisam de ser controlados e punidos. Caso assim não o fosse seria uma anarquia nas escolas onde cada um tentaria fazer menos e pior que o parceiro do lado. Para evitar tal fenómeno é necessário implementar formas rígidas de controlo de modo a identificar comportamentos desviantes e punir quem fuja da linha.

Os professores são massas medíocres. Não sabem o que é o melhor para si nem para o seu futuro. Precisam de alguém que os oriente de forma assertiva e inflexível. Reflexo da sua fraca ambição, facilmente se perdem nos objectivos a cumprir, necessitando de alguém mais inteligente e com a razão sempre do seu lado para os dirigir no melhor caminho a seguir.

No fundo, os professores apenas buscam segurança. Sentem-se desnorteados, confusos… inseguros! Precisam de se sentir escudados da realidade ao confiarem o seu destino nos braços fortes da liderança centralizada.

 

Assim se percebe que com este ECD se pretenda implementar uma estrutura muito mais hierarquizada e piramidal. É uma visão pessimista sobre quem educa!

 

Não sendo um perito em conceitos como ‘gestão’ , ‘liderança’ ou ‘motivação’ parecia-me muito mais natural e lógico que o princípio adoptado na elaboração destas sucessivas propostas de ECD fosse algo na linha que o mesmo Douglas McGregor definiu como Teoria Y.

 

Mas tal só poderia suceder caso o Governo, na pessoa da sua Ministra da Educação, tivesse dos professores as seguintes ideias:

 

Os professores tiram prazer do seu trabalho. Afinal, o dispêndio de esforço físico e mental no trabalho é algo tão natural como o descanso e o lazer. Para os professores o trabalho é fonte de satisfação e realizam-no voluntariamente… apenas quando o trabalho é visto como fonte de castigo é que ele será evitado a todo o custo.

Os professores não necessitam de controlo externo e ameaça de castigo. Estes não são os únicos meios que levam as pessoas a esforçar-se por atingir objectivos. Os professores têm capacidade de auto-governo e de auto-controlo que colocarão ao serviço dos objectivos que tão empenhadamente procuram atingir. Afinal… os professores possuem uma identidade e autonomia próprias.

Os professores empenham-se. O empenho e compremetimento com o ofício de ensinar são factores resultantes do seu sucesso profissional e não factores formatados por corpus exteriores de controlo e punição.

Os professores são responsáveis. Afinal, a maioria das pessoas aprendem, em condições adequadas. Quando profissionalmente consideradas e bem sucedidas as pessoas não só aceitam como procuram situações de maior responsabilidade e ambição.

Os professores são criativos. As suas capacidades de identificação e resolução de problemas serão potenciados com uma forte aposta na sua capacidade de auto-direcção e auto-controlo.

 

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: