Livre_do_ponto

________________________________ \” apenas aqueles que sabem são verdadeiramente livres \”

Fim de Festa

Posted by LMML em Junho 20, 2008

.

.

Eis que o dia de hoje marca oficialmente o encerramento do ano lectivo, no que diz respeito a aulas, actividades escolares e afins… porque de reuniões, avaliação, ‘fecho de contas’ e preparação para o próximo ano lectivo ainda a ‘procissão vai no adro’.

Foi o meu primeiro ano na Álvaro Velho. Nela fui encontrar, naturalmente, uma realidade em muito diferente da que estive habituado durante três e cinco anos. Fui-me adaptando ao diferente contexto, reorientando os meus objectivos e as minhas práticas na procura da melhor resposta. Agora que o ano finda… sinto que não correu nada mal.

.

À imagem do que aconteceu em anos anteriores decidi preparar um singelo cerimonial de despedida com a minha direcção de turma. No final da última aula, em envelope fechado, para além de ter entregue uma caricatura personalizada a cada um deles resultado das minhas aventuras com o Photoshop (abaixo um exemplar devidamente tratado para preservar o anonimato), decidi escrever-lhes uma carta aberta. Escrevi o texto na noite anterior… e tentei fazer dele a súmula do que lhes fui dizendo ao longo do ano de forma mais ou menos intempestiva, mais ou menos calma.

A todos os meus alunos um sincero obrigado e um desejo sincero de que, aqui e ali, as nossas vidas se voltem a cruzar!

Carta aberta aos alunos do 6º E

Conversámos muito durante este ano… bem, para ser mais correcto… foi mais o que eu falei e que os meus caros ouviram (?). Portanto deverão estar a perguntar o que tenho eu ainda para dizer depois de horas e horas de diálogos entre nós. O que tenho eu a acrescentar? O que tenho eu de novo para vos dizer?

Não poderia deixar passar esta última oportunidade, agora que finda o meu papel de vosso professor e de director de turma, para vos endereçar uma mensagem final em jeito de despedida. Aqui vai ela

Durante estes meses tentei que compreendessem e aceitassem a necessidade de estabelecerem para vós objectivos e metas que tivessem um impacto positivo nas vossas vidas, não só em relação ao vosso percurso escolar mas também ao vosso percurso de vida [bem mais importante]. E fi-lo porque, agora com 33 anos, sinto que se alguém [com a honrosa excepção dos meus pais]  o tivesse feito quando tinha a vossa idade poderia ter evitado muitos erros e provavelmente ser melhor pessoa do que sou hoje. Se me tivesse sido dada a oportunidade de perceber desde catraio que deveremos pôr tudo de nós em tudo o que fazemos, de que a procura da excelência, do bem fazer, do saber deverá estar permanentemente envolvida nas nossas escolhas e nos nossos processos de decisão e de acção teria feito toda a diferença. Pois tudo o que fazemos tem um impacto na nossa existência e na existência dos outros. Ter consciência disso é passo importante para colocarmos em prática no nosso dia-a-dia o que de melhor temos para dar aos outros e a nós. Sermos sinceros, honestos, justos, ouvir quem nos tenta ajudar (principalmente os pais), respeitar o outro e tentar fazer o nosso melhor em tudo o que estejamos envolvidos são pedras fundamentais na construção de uma vida que se quer feliz, bem sucedida e digna.

Todos os conselhos que vos tentei dar, todos os valores que vos tentei transmitir, todos os ralhetes que vos dei (por vezes em voz mais destemperada), todas as conversas individuais que tive com cada um de vós, todos os risos que partilhámos, todas as boas notícias que nos alegraram e más notícias que nos entristeceram, aconteceram por uma única razão… fio condutor de toda a relação que tentei estabelecer convosco: a de que ao olharmos para trás, daqui a uns anos, pensemos que terá tudo valido a pena porque seremos então pessoas melhores.

Em tudo aquilo que façam nas vossas vida espero que eu vos tenha ajudado a perceber que não devemos olhar para o passado e pensarmos no que deveríamos, poderíamos ou desejaríamos ter feito. A minha esperança é que tenha dado algum contributo para que ao olharem para trás possam elaborar uma longa lista de feitos, de coisas cumpridas, de sucessos e realizações porque souberam almejar alto, procurando a excelência, ultrapassando as vossas expectativas e dificuldades e realizando todo o vosso potencial… conseguir chegar a uma fase avançada na vida e saber que fizemos algo, que pusemos tudo de nós mesmo nas pequenas coisas que fizemos, que arriscámos em querer ser melhores, mais completos, mais realizados, em que ousámos marcar a positiva diferença… é sensação única de realização pessoal e de elevado compromisso assumido e cumprido.

Estarei sempre ao vosso lado, pronto a ouvir os vossos problemas, os vossos sucessos, as vossas alegrias e tristezas. E desde já saberão que mesmo que nunca nos voltemos a cruzar… e sempre que me chegue aos ouvidas boas novas do vosso sucesso… recebê-las-ei com enorme satisfação e regozijo. Porque a vossa felicidade é também parte essencial da minha.

Para o que precisarem cá estarei!

Considerando-me sempre um vosso professor e eterno amigo

.

.

.

.

.

7 Respostas to “Fim de Festa”

  1. rosa moura said

    Atenção! Repare:
    «…e sempre que me cheguem aos ouvidos…recebê-las-ei …»

  2. LMML said

    Cara Rosa Mora,

    Grato pela correcção e pela atenção com que leu o texto. Irei corrigi-lo de imediato.

  3. REE said

    Você foi o melhor D.T que tive. Você é uma boa pessoa, um bom amigo, um bom professor, etc. Nun ca se esqueça de nós!! Nós também não o vamos esquecer!!
    Abraços do REE para o melhor professor do mundo!!!
    BOAS FÉRIAS!!!
    ______ ________
    / | NUNCA SE ESQUEÇA DE NÓS!!
    |______ |___ NUNCA SE ESQUEÇA DE NÓS!!
    | | | NUNCA NOS ESQUECEREMOS DE SI!!
    \______/ |_______ NUNCA NOS ESQUECEREMOS DE SI!!

  4. LMML said

    Meu caro Sr. E.,

    Rasgados elogios me fazes… agradeço-te profundamente. Obviamente que nunca me esquecerei de vós.

    Aproveita as férias para descansar a tua ‘massa cinzenta’. Em Setembro começa novo desafio. Vamo-nos vendo por lá!

    Forte abraço!

  5. É triste chegar ao fim de um ciclo… espero que os alunos dêem valor…

    Beijos

  6. RC6E said

    Stor nunca me vou esquecer de sim,

    Das zangas que tivemos,( que chegava a uma certa altura e ja n me podia ver, mas eu sei que era a brincar (acho))

    Dos risos que partilhamos =)

    Prontos, dos sentimentos que sentimos ao longo do ano, espero que nunca se va esquecer de mim =)

    Obrigado por me aturar todo o ano,
    de demonstrar a sua confiança,
    E POR FIM DE PARTILHAR A SUA INTELIGENCIA E NO SEU BOM HUMOR

    Mtos BeijinhOs
    RC6E

    P.S(GOSTAVA QUE FOSSE DO 3º CICLO)
    =)

  7. LMML said

    R.

    Antes de mais desculpa por só responder agora… tenho andando muito ocupado e com acesso muito limitado à internet… e infelizmente não se trataram de férias.

    Agradeço os elogiose nada precisas agradecer. E poderás ficar descansada que seguramente não te irei esquecer, bem como os teus colegas do 6E.

    Quanto ao gostares que fosse professor do 3º ciclo… não te preocupes muito. Irás encontrar outros professores ao longo do teu percurso académico que tudo farão para te ajudar a crescer, aprender e saber muitas coisas da vida que a tornam tão interessante, feliz e marcante.

    E não faltarão vezes em que nos cruzaremos na rua😉 , onde irei aproveitando para saber como vão as ‘coisas’ contigo, certo?

    Forte Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: